Há três importantes fatores para o sucesso na busca de um corpo sarado: a genética, o treinamento e a alimentação. A fim de otimizar esse último componente entram os famosos suplementos alimentares.

Por isso fiz um resumão explicando um pouco sobre os principais suplementos que possuem estudos e relatos que comprovam a eficácia, contando um pouco sobre suas funções e indicações.

Proteína: Esta é sem dúvida o suplemento mais aclamado pelos “marombeiros” de plantão, por isso, é o primeiro da lista. Englobam esta categoria, Whey em suas três formas ( Concentrado, Isolado e Hidrolisado ), os proteicos extraídos da carne bovina que podem ser ingeridos pós-treino, pois tem sua absorção mais rápida e a albumina e  a caseína são indicados em refeições intermediárias e antes de dormir, devido à lenta absorção.

Carboidratos: Nesta categoria temos as já consagradas ribose, maltodextrina, dextrose e a cria mais recente, o Waxy Maize. De forma geral, carboidratos devem ser ingeridos antes dos treinos para manutenção da glicemia e pós treino para recuperação e reposição do glicogênio perdido durante os exercícios. Encontrados em gel, líquido e pó.

BCAA: Fórmula composta por aminoácidos de cadeia ramificada – Isoleucina, Leucina e Valina. Sua ingestão antes dos treinos melhora a oferta de energia, auxiliando também na recuperação, definição e construção muscular quando tomado após os treinos. Procure BCAA adicionados da Vitamina B6, pois melhora o metabolismo destes aminoácidos.

Creatina: A suplementação visa complementar os estoques endógenos de creatina do organismo. Ela não é um aminoácido, mas um composto nitrogenado conhecido como amina. A creatina também é encontrada na dieta mista, em especial em peixes, carnes e outros produtos animais. Vários estudos demonstraram que a suplementação de creatina combinada com um programa de treinamento de força pode produzir no mesmo período de tempo, mais massa muscular magra.


Glutamina: Aminoácido mais abundante no tecido muscular e é literalmente dilacerado nos músculos durante períodos de estresse, como exercícios intensos e treinamento com peso. Ela é considerada “incondicionalmente essencial”, pois esse esgotamento pode causar perda muscular e diminuição da função imunológica.

Hipercalórico: Como o próprio nome diz, é utilizado para ganho de massa muscular, principalmente para os indivíduos que necessitam de um aporte calórico bem alto e somente com a alimentação é difícil de alcançar. Pode ser utilizado também como um substituto da refeição ( muito prático para pessoas que vivem na correria do dia a dia ), pois sua apresentação é em pó, sendo composta de carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais.

Termogênicos: Os produtos dessa categoria possui em sua formulação ingredientes ativos que atuam em conjunto para favorecer o emagrecimento e propiciar uma queima de gordura. Ativos mais comuns encontrados nos produtos: laranja amarga, cafeína, chá verde, picolinato de cromo, gengibre, capsaicinóides, óleo de cártamo, L-carnitina, entre outros.

Outros Suplementos: Ômega 3, Vitaminas antioxidante que ajudam na prevenção da produção excessiva de radicais livres ( moléculas que em produção exacerbada levam a um envelhecimento geral das células – Vitaminas C, E, picnogenol e outros ), minerais que participam ativamente no metabolismo dos nutrientes, suplementos para proteção das cartilagens e articulações ( condroitina e glucosamina ).

 

 



Roney Ferreira de Proença
Nutricionista Esportivo
CRN-3 27016

 

 

Contato:
roney.nutricionista@homensquesecuidam.com