• Moda Masculina
    17 de outubro de 2013 | Por Juan Alves

    Gap no Brasil -  HQSC

    Pelo visto o mar está mesmo para peixe! Para esquentar mais o mercado de moda masculina, várias lojas de departamento estão chegando no Brasil!!



    Assim como Zara, C&A e Riachuelo, que já são velhas conhecidas nossas, a primeira a chegar segue no mesmo estilo fast fashion, a GAP, que inaugurou no última dia 25/09, no Shopping JK Iguatemi em São Paulo.

    Quem está abrindo sua unidade por aqui também é a rede norte-americana Forever 21 que pretende inaugurar no Shopping Morumbi, em São Paulo, segundo assessoria do próprio shopping.
     
     
    Forever 21 no Brasil - HQSC

    Tanto os preços da GAP quanto da Forever 21 nos Estados Unidos são em conta, na lógica de moda com preço acessível, e a estratégia deve ser a mesma por aqui no país.

    Como se não bastassem duas novidades no mesmo ano, as especulações de abertura da também loja de departamento H&M ganharam forças e há quem diga que no próximo ano teremos novidades da rede de moda sueca.
     

    H&M no Brasil  - HQSC

    Será quem em 2014 vem mais novidade por aí?

    Para quem nunca foi ao exterior, mais opções para ter estilo pagando pouco 😉

    Leia também


    Comentários Comentários
    6 comentários
    Edison, em 10 de janeiro de 2014

    Olá ,morei em Portugal por uma ano,e o comentario geral por lá é que a H&M,chega oa Brasil esse ano,a fonte é segura,pois fazia compras nas lojas,e quem me garantiu foi os funcionários das lojas,tanto em Lisboa,com em Braga,ao Norte de Portugal.

    Afirmaram que pode ser na rua ou em Shopping a primeira loja. 


    Juan Alves, em 11 de janeiro de 2014

    Torcendo para que confirme! 😀


    Vinicíus Bento, em 22 de outubro de 2013

    E o preço? Adoro a GAP, será que salgará? rs


    Luciano, em 18 de outubro de 2013

    Opa, adorei saber disso, hahua, mas meu bolso não!

    http://luoucuras.blogspot.com.br/


    Felipe, em 18 de outubro de 2013

    Acho muito legal que essas grandes redes do mercado de moda reconheçam que o Brasil é um consumidor em potencial. Agora basta saber se os preços serão compatíveis com a realidade nacional, ou se os impostos acabarão com a nossa alegria..(2ª opção Só acho)