Homens que se Cuidam

ler posts recentes

SANGUE NA EJACULAÇÃO, E AGORA? ENTENDA A HEMATOSPERMIA

Sexualidade 09 janeiro 2019 | Por Juan Alves

Eu passei há alguns anos por uma situação muito constrangedora de encontrar sangue na ejaculação durante o sexo e eu lembro de ter ficado apavorado! Não sabia onde enfiar a cara rs

Marquei médico urologista e fui correndo investigar o que estava ocorrendo. Ao chegar no consultório foi a primeira vez que alguém me falou sobre hematospermia e como isso pode ser comuns em muitos homens, inclusive nos 20 e poucos anos.

Pensando em te informar sobre isso, afinal de contas podemos passar pela mesma situação, vou te contar mais sobre essa história e também explicar um pouco sobre esse problema.

 

O que é o sangue na ejaculação?

sangue na ejaculação o que fazer homens que se cuidam por juan alves

Hematospermia é o termo utilizado para denominar casos em que há presença de sangue no esperma ejaculado. Geralmente esse problema não tem gravidade, porém pode estar associado a alguma doença.

Não recordo se no primeiro médico que consultei me solicitou exames sorológicos para doenças sexualmente transmisíveis, mas me recordo que pelo fato de fazer sexo com preservativo as chances de ter alguma gravidade naquele sangue ejaculado era mínimo.

Após a primeira vez do sangue no esperma ejaculado demorou-se semanas para tudo voltar ao normal, ejaculação pós ejaculação, para que não houvesse mais a presença do sangue que inicialmente parecia “fresco” e posteriormente foi ficado cada vez mais coagulado.

Não havia nada além disso, cheiro inalterado, sem dor, nenhum outro sintomia e na maioria das vezes isso ocorre sem sintoma mesmo, simplesmente aparece a cor anormal do líquido ejaculado.

 

A hematospermia pode ser grave?

A presença de sangue no esperma me deixou MUITO preocupado naquela época, mas geralmente não é nada demais. Os fatores mais frequentes ao ter sangue na ejaculação são a abstinência sexual prolongada e traumas mecânicos previamente ocorridos na região genital.

Quando não há outros sintomas associados e não há fatores de risco (histórico familiar de câncer de próstata, malformação urogenital e distúrbios hemorrágicos), esse problema costuma ser auto-limitado e não requer avaliação novamente ou tratamento.

Já em pacientes da mesma faixa etária, mas que possuem sintomas associados ou histórico clínico, geralmente se solicita também exames para doenças sexualmente transmissíveis, de urina e toque retal.

No caso de pacientes com idade superior a 40 anos podem haver relação com DST, hematospermia iatrogênica após instrumentação urogenital, exames endoscópicos ou biópsia da próstata, infecção urinária, prostatites, malformação vascular, cálculos urinários ou de próstata, tumores, entre outras.

 

O que fazer pra hematospermia?

Como disse anteriormente, muitos casos não possuem um diagnóstico conclusivo e, portanto, não precisam tratamento. No meu caso, por exemplo, o médico ainda brincou pedindo para eu continuar praticando sexo para eliminar todo o sangue residual.

Porém, apesar de ser frequente apenas a presença do sangue no esperma em homens em algum momento da vida, se houver outros sintomas o médico irá investigar o caso.

 

Ah, é interessante falar que após o primeiro episódio alguns meses depois aconteceu novamente e anos depois outro episódio. Em cada momento diferente eu fui em médicos diferentes no Rio e em Recife.

Todos os médicos comentaram o mesmo: a princípio nada demais e segue o baile! E olha que eu fiz vários exames diferentes, hein? Ou seja, caso você passe por isso de encontrar sangue na ejaculação, sem desespero. Procure um médico e confirme que está tudo bem com sua saúde 😀

Leia também

Comente pelo WordPress