• Como usar camisa jeans

  • Dep. Íntima Mas.  Final 01

  • jpeg

  • 5_s

  • Blazer

Como Substituir o Glúten na Dieta?

Dieta sem glúten HQSC 1

Com a moda da dieta sem glúten naturalmente uma pergunta vem à cabeça: excluir ou moderar o seu consumo? Quando ouvimos falar em glúten, geralmente vemos que algumas pessoas o consideram um vilão da saúde, outras o defendem como uma alternativa de alimentação saudável e, mais recentemente, há quem defenda sua exclusão da dieta para promover o emagrecimento.

Antes de mais nada vale explicar que o glúten é uma proteína vegetal de tamanho grande, formada por gliadina e glutenina. Ele é encontrado junto ao amido, em cereais como trigo, centeio, aveia, cevada, triticale e malte.

Uma pessoa diagnosticada com doença celíaca não pode comer nenhum tipo de alimento que contenha glúten. Indivíduos com essa doença tem uma reação anormal à ingestão de glúten. O corpo acaba liberando substâncias como a citosina, que danifica e atrofia a parede do intestino delgado. Se não houver um acompanhamento ou um controle da alimentação, essa doença pode ser fatal.

Agora a pergunta que não quer calar! Devo cortar ele da dieta ou não para emagrecer? Bem, isso não é uma regra.

 

Dieta sem glúten HQSC 2

A restrição funciona para quem tem hipersensibilidade ou alergia ao glúten. Os sintomas são barriga estufada e desconforto abdominal logo após o consumo de alimentos que contém glúten em sua composição. Nestes indivíduos o glúten promove alterações no intestino, o que compromete a perda de peso. Por isso, elas apresentam bons resultados ao cortar esse item da dieta, mesmo que seja por algum tempo. Se você não é intolerante ou alérgico ao glúten, basta reduzir a quantidade de alimentos que contém glúten, que normalmente agregam mais calorias.

Hoje existem muitos alimentos que pode ser usados como substitutos do glúten. Existem no mercado várias opções feitas com farinha de arroz, fécula de batata, quinoa, milho e mandioca são ótimas alternativas. Esses alimentos, assim como o trigo, a centeia e a aveia, são ricos em fibras e proteínas.

A queridinha da vez para quem quer substituir o glúten do pão é a tapioca! Mas é preciso ficar atento porque ela é um alimento de alto índice glicêmico já que não tem fibras.

A dica de ouro é: para evitar que vire açúcar rapidamente no sangue, provocando picos de glicemia, é importante associar sementes de linhaça, gergelim e chia à goma e ao recheio da tapioca. Procure recheá-la sempre com proteínas de boa qualidade como ovo, frango, atum ou tofu, por exemplo.

 
Dieta sem glúten HQSC 3

Curtiram essas dicas? Confira muito mais conteúdos para turbinar a sua dieta nos posts sobre alimentação saudável com a nutricionista Cristiane Spricigo. Fique ligado no HQSC .

 
 

 
  Cristiane Spricigo

Colaboradora – Nutricionista Esportiva
CRN1 7939
BlogFacebookTwitter.

 

 

O Sucesso de sua Dieta e o Índice Glicêmico

Alimentação e Índice Glicêmico - HQSC

O índice glicêmico (IG) classifica os alimentos de 0 a 100 de acordo com seu efeito imediato nos níveis de açúcar no sangue. Quanto mais alto, com maior a rapidez ocorrerá a elevação da glicose.

Isso quer dizer que quanto menor o IG, mais lento será o aumento da glicose em seu corpo, consequentemente maior será o tempo até sentir fome novamente! Isso acontece com os integrais, por exemplo, é por isso que eles são tão importantes na dieta.

Alimentos sem fibras viram rapidamente açúcar, o que aumenta drasticamente a insulina que por sua vez acaba armazenando gordura no corpo. O segredo nas refeições é justamente ter equilíbrio entre esses alimentos.

Confira aqui alguns alimentos de baixo, médio e alto IG:

Índice Glicêmico - HQSC

É necessário ressaltar que o Índice Glicêmico não é importante apenas o emagrecimento. Há inúmeras pesquisas que estabelecem relação entre os níveis estáveis do açúcar no sangue e a probabilidade de desenvolver doenças crônicas!

Logo, toda informação é sempre bem-vinda para que você possa cuidar do seu corpo e sua saúde ;) 

05 Novos Produtos que irão Turbinar sua Dieta

Vitrine alimentos inovadores1

Já imaginou comer um doce rico em proteínas e que ajuda a construir músculos? Ou ainda em uma única porção de uma fruta consumir toda quantidade de vitamina C que seu corpo precisa diariamente?

Essas e outras novidades estão na seleção de 05 produtos funcionais e gostosos que nos ajudam a manter a dieta. Confira!

 
 Sorvete de Whey Protein:

Time4 Ice Whey Cream

O Time4 é um sorvete que contém 20 g de proteínasfibras, zero gordura e zero açúcar. Simplesmente genial para quem quer comer/tomar sem culpa!

Ele é comercilizado no pote de 160g em 4 sabores: baunilha, café mocha, chocolate e chocolate branco.

O site da empresa é o www.time4.com.br e no instagram deles @time4icewheycream sempre tem promoções ;)
 
Dreamweaver:

dreamweaver

O suplemento Dreamweaver é perfeito para quem quer melhorar a qualidade do sono e emagrecer!

Ele contribui para redução de gordura, acelera o tempo de recuperação do corpo e promove estágio do sono R.E.M. – Acorde revigorado, aumente disposição pela manhã e melhore o humor.

O ideal é ingerir uma cápsula por dia, por isso o produto dura 03 meses.
 
Goji Berry:

Goji Berry

A fruta possui alta concentração de vitamina C, para se ter uma ideia 100 g da versão seca contém 2500 miligramas da vitamina, quantidade 50 vezes maior que a de uma laranja.

Além disso, é rica em vitaminas B1, B2 e B6.
 
Aloe Berry Nectar:

Aloe Berry Nectar

O suco previne e auxilia no tratamento da infecção urinária, problemas renais, tem propriedade antibacteriana, é rico em flavonóides e polifenois (substâncias antioxidantes), além de contribuir para o bom funcionamento cardiovascular.
 
Brigadeiro de proteína:

Bigadeiro de proteína

Desenvolvido pelo Chef Gustavo Johnson, os brigadeirinhos De Proteína (R$12,00) são produzidos com ingredientes de primeira qualidade e com alto teor funcional para o organismo, tendo como base  Whey Protein.

Um porção de 70g contém:  19g de proteínas | 17g de carboidratos | 2g de gorduras | 150 calorias.
 
 
Qual vocês mais curtiram?
 
 

Jorginho Cury

Formado em Comunicação Social, é o criador do @LadyGaga_Ilheus.
InstagramTwitter

Dicas nutricionais para aumento de massa muscular

Pelos comentários e também por e-mails, alguns leitores têm me pedido dicas para aumentar sua massa muscular, tema que já estava em pauta há um certo tempo, na realidade. A chave para se obter a meta desejada, inclusive emagrecimento, é composto basicamente por treino + alimentação + repouso (sem descartar claro, os fatores biológicos e ambientais).

Foi aí então que lembrei do material já existente no blog sobre o assunto. Há 4 posts que considero bem interessantes e vale a pena relembrá-los:

- O que comer antes do treino?

- O que comer após o treino?

Lembre-se que essas informações não substitui uma ida ao nutricionista.

Pensei em futuro post reunir dicas de treino, alimentação e outros “bizús” para aumento de massa muscular em um único post, o que vocês acham?

HQSC Entrevista: Nutricionista Roney Ferreira

  

O Roney Ferreira é leitor do blog e assim que soube que ele é nutricionista esportivo, não hesitei em entrar em contato e pedi para que ele esclarecesse a algumas dúvidas conosco.

O post em si ficou gigante, mas vale muito a pena a lida pela quantidade de informação de qualidade.

Saca só:

   – Ainda hoje é difícil entrarmos em um consultório de um nutricionista convencional e ele receitar algum tipo de suplemento. Você acredita que ainda há uma resistência na área médica quanto a esses produtos?

Existe sim um grande preconceito, já que a maioria dos profissionais não entendem nada ou quase nada de suplementação porque não tiveram isso na graduação. Eu por exemplo, sou apaixonado pela área de Nutrição Esportiva e não tive um módulo sequer na faculdade.

Devemos ter em mente que suplemento é Alimento, só que em uma forma (pó, líquido, gomas, shakes) que podem ser melhor assimilado pelo organismo.

Infelizmente muitos praticantes de atividade física acabando recorrendo a outros profissionais para obter informações a respeito do uso de suplementos (Principalmente médicos e profissionais de educação física).

Na minha prática diária com atendimento a praticantes de atividade física eu faço uma consulta de aproximadamente 1h30, é através desta investigação na anamnese do paciente que conseguimos traçar o perfil alimentar, indicar o melhor suplementado com garantia de resultados significativos e sugerir protocolos.

Como profissionais devemos salientar sempre que suplemento sozinho não faz milagres e que um bom treino, horas de sono e uma boa Alimentação que respeito as leis da Qualidade, Quantidade, Harmonia e Adequação é de grande valia para quem deseja aumentar massa muscular.

- É realmente necessário consumir um suplemento em no máximo 30 dias após aberto?

A tecnologia de produção da área Alimentícia está bastante avançada e quando coloca-se um determinado prazo no produto para ser consumido após aberto é porque foram feitos testes que comprovaram que durante aquele período o produto mantém suas características funcionais e organolépticas, desde que sejam armazenados fora da alcance de luz direta e umidade.

Neste caso quando se compra produtos com grande volume de conteúdo, eu recomendo sempre que se guarde o produto bem fechado dentro da geladeira, preservando assim todas as propriedades nutricionais sem acarretar prejuízos à saúde e ao bolso.

- Quais alimentos e suplementos são mais indicados antes do treino e pós-treino?

Então Juan, para a prescrição do plano alimentar eu preciso saber do paciente vários pontos: quanto tempo se exercita, tipo de exercício que pratica, com qual duração, frequência e intensidade e principalmente qual o horário do treino.

Falando especificamente do exercício com peso (musculação), devemos priorizar antes do treino os carboidratos de baixo índice glicêmico (liberam açúcar lentamente na corrente sanguínea, fazendo assim que o treino seja mais produtivo).

No pós-treino, devemos priorizar proteínas de AVB – contém todos os AA essencias importantes para síntese protéica: (frango, carne vermelha –  rica em creatina, ovos s/gema) associado a um carboidrato de alto índice glicêmico (macarrão ao molho por exemplo, arroz).

- Quanto a ingestão de malto e ou dextrose, quando ingerí-la (s)?

Se você treina muito (fisiculturista) seria interessante ingerir durante o treino para que você reponha o glicogênio perdido durante o treino, caso contrário acho um pouco desnecessário. Sem contar que ingerido em grandes quantidades pode provocar distúrbios gástricos, como diarréia.

A malto e a dextrose é legal para ser ingerida no pós treino associado a uma Whey, pois fisiologicamente quando você ingere um açúcar simples maior será o pico de insulina e é exatamente nesta hora que o corpo está apto para aproveitar os macronutrientes (CHO, Gorduras e principalmente PTN).

-  Hoje há diversas marcas e cá entre nós, algumas bem duvidosas. Há algumas que possuem uma maior confiabilidade?

A indústria de suplementos colocou no mercado muita gente despreparada e oportuna que visa somente lucros, nada mais. Então ao chegar na loja, tome cuidado com os famosos vendedores de suplementos.

Observe primeiramente se o produto tem registro na ANVISA. Siga observando o rótulo e veja se o mesmo fornece o SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor. Veja também se a embalagem possui lacre que evita que qualquer substância ilícita possa ser acrescido durante o transporte, veja se possui data de fabricação e data de validade e se possui também como diferencial o selo da Abenutri – Associação Brasileira das Empresas de Produtos Nutricionais.

A Abenutri é uma entidade que certifica somente as empresas nacionais e internacionais que trabalham com ética e honestidade, garantido produtos da mais altíssima qualidade. Seguindo essas dicas tenho certeza que o melhor suplemento será comprado.

- Para finalizar, fique à vontade para deixar alguma mensagem para os leitores do blog.

Quero deixar aqui primeiramente os meus agradecimentos a todos que fazem do HQSC um blog de sucesso. Sempre que posso entro e comento em tudo, pois todos os assuntos me interessam.

Quero registrar também que sou completamente a favor da equipe multidisciplinar na academia e/ou Clube (fisiologista, nutricionista, educador físico, fisioterapeuta, entre outros) e gostaria que toda as academias e/ou clubes tivesses condições de ter um leque destes ou mais profissionais atuando, pois o maior beneficiário seria o cliente/paciente.

Aproveitando também, quero deixar aqui um alerta de que hoje vejo muito profissionais médicos prescrevendo dietas – ato ilegal por lei (aliás, prescrevendo não, baixando da internet e entregando como se todo o indivíduo fosse igual).

Devemos ter sempre em mente que é nosso dever  respeitar o que chamamos de individualidade bioquímica tanto na hora de indicar um suplemento, tanto na hora de prescrever uma dieta e até mesmo na hora de montar um treino. O que é bom para mim pode ser maléfico para o próximo, afinal, cada ser é único e é isso que faz toda a diferença e a graça da vida.

Aos que praticam atividade física e desejam obter melhores resultados com sua alimentação, procurem um bom nutricionista da área Esportiva. Comprovo na minha rotina diária que o meu trabalho de prescrição de plano alimentar em conjunto com a prescrição de treino dos excelentes profissionais de educação física que atuam comigo,  deixam o aluno muito mais entusiasmado para seguir seus objetivos.

Obrigado à todos,

Bom Natal e Feliz 2011!

RONEY FERREIRA DE PROENÇA
Nutricionista
CRN-3 27016




Enfim, deixo aqui meus agradecimentos ao Roney que gentilmente aceitou minha proposta e respondeu a todas as perguntas com maior prazer. Tenho certeza que as dicas vão ser úteis para todos nós!

Esclarecendo o Whey Protein

Eu já tinha falado sobre Whey Protein aqui, mas definitivamente o post estava carente de informações e diria até que com alguns erros. Por fim decidi deletar tal post e criar esse a fim de esclarecer algumas dúvidas frequentes sobre o assunto em questão.

Como sou adepto do “antes tarde que nunca”, vamos lá falar sobre o assunto!

Sobre alimentação pós-treino :

Começando do começo, pode-se dizer que whey protein é um suplemento rico em proteína de rápida digestão, que deve ser utilizado principalmente após o treino para atender a necessidade do organismo nesse momento em repor rapidamente nutrientes.

Como escolher um bom whey protein: 

Quando for comprar algum observe a quantidade de proteína através de uma análise bastante simples! Divida a quantidade proteica por porção que irão estar indicados no rótulo, por exemplo: 25g de proteína a cada 30g de whey protein. O resultado será a porcetagem de proteína no produto, nesse caso aproximadamente 83%.

Além disso outros fatores devem se levados em consideração, como a quantidade de carboidratos presentes. Fique de olho no rótulo, veja qual tipo de adoçante a marca adiciona ao produto (dê preferencia a sucralose), além de ver também se a marca adiciona algum tipo de carboidrato de rápida absorção como Maltodextrina.

Tomar whey protein com o que?

A combinação deve ser: água + whey protein + carboidrato de rápida absorção. O carboidrato se faz necessário para que seu organismo reponha seu estoque e não transforme sua rica proteína em fonte de energia, o que resultaria em dinheiro jogado fora.

Várias pessoas tem o hábito de usar malto, dextrose. À noite, eu opto por bater no liquidificador a água, o whey, banana e aveia instantânea sem adição de açúcar com a finalidade de prolongar o processo de digestão.

Detalhes importantíssimos:

- Não adicione o whey protein com leite. Isso pode causar gases e até constipação intestinal!

- Você não precisar esperar 3 horas seguintes depois de ingerido o suplemento para fazer sua refeição. 40 minutos após tomado o whey protein, você pode fazer sua refeição convencional.

Sugestões de marcas:



Comprei completamente no escuro o whey protein da marca Peter Food (esquerda). Sinceramente, o coloquei no post para exemplificar o que não comprar! A qualidade do produto é bem questionável e inferior as demais marcas nacionais. Já a direita temos a marca nacional adorada por vários, a Probiótica.
Indo para as importadas:

A esquerda temos a Optimum e a direita Universal, ambas possuem quase que o mesmo preço. Já tomei ambas e achei bem similares. Apenas ponto negativo para Universal que tem um sabor de qualidade inferior se comparado até mesmo com a probiótica.

Para finalizar, recomendo muito a ida em algum fórum como o Hipertrofia, fisiculturismo, mas não acreditem em tudo que dizem,  procure um profissional para esclarecer as dúvidas.

Bom final de semana! 

PS: ao adicionar aveia com o whey, o processo de absorção ficará mais lento, então após o treino se torna questionável o seu uso, dependendo dos seus objetivos.

Como se alimentar bem

Quando pensamos em como se alimentar corretamente, logo associamos a dieta balanceada com aquelas pirâmides alimentares certo?

Pois folheando a minha (primeira) Men’s Health, a edição desse mês (leia o update), encontrei uma matéria ilustrada com tipo um “alvo” (daqueles de dardo) e no lugar da pontuação tem os alimentos e seus riscos de consumo baseados por cores. Saca só:

Ao clicar a imagem amplia.

A ideia é muito simples, “acertar o alvo”.

As cores indicam o quanto você deve evitar os alimentos, sendo os mais externos mais dispensáveis e os mais internos fundamentais para nossa alimentação.

O interessante é que alguns alimentos como leite com achocolatado (pô leite com nescau! hahahah), presunto, sushi, arroz e alguns outros são saudáveis apenas com bastante moderação, pois no geral eles contém muito açúcar e poucas fibras, fazendo com que a insulina aja rapidamente no organismo e que tenhamos fome rapidamente.

Simplificando: vamos passar longe dos alimentos vermelhos, consumir com moderação os laranjas e abusar na medida do possível dos amarelos e verdes.

Achei simples e funcional, vou colar o poster no quarto para não deslizar! rs

UPDATE:  rolou um mal-entendido por minha parte e acabei repassando informações erradas! Os 12 pôsteres (como essa da imagem acima) são de uma coletânea da Men’s Health. Por incrível que pareça a vendedora da banca me deu juntamente com a revista desse mês a coletânea, fazendo inclusive eu postar no post de compras o lado da capa dos pôsteres e não da edição de julho! Detalhe é que essa coletânea custa 14,90 (os quais eu não paguei né? hhahah). Enfim, tá explicado!